domingo, abril 25, 2010

Contraditório

Dói eu pensar nele
Dói eu lembrar dele
Doerá eu senti-lo
É um dor que nunca vai ter fim...
e lembra-lo além da dor me arranca sorrisos, pois são as melhores lembraças de ternura e amor que já vivi.

Carol Pereira

Um comentário:

  1. A gente gosta do poeta a partir do momento que se identifica com o que ele transmite... e esse texto ficou muuuito bom. Tão singelo e marcante quanto o sentimento que o impulsiona.
    Bonito, parabéns!
    (Nem vou dizer com todas as letras que me identifico porque... huaihauauihau)

    ResponderExcluir