domingo, março 03, 2013

2013 - Washington D.C


10/01 - Washington D.C

Todo mundo que conhece Washington diz que ela é uma big cidade, mas nunca uma expressão no caso “Big” definiu tão bem o que queriam falar, parece que ela é feita para gigantes, é tudo imenso, monumental e a cidade parece um grande parque, com memoriais e monumentos para tudo que se possa imaginar.
Nossa aventura começou cedinho, as 2:15 AM quando nos encontramos e seguimos até a estação. Eu não dormi... cheguei da Broadway e fiquei acordada, esperando dar a hora de descer, agradeço aos amigos que virtualmente me fizeram companhia.
Tomei 3 Red Bulls no dia anterior, acho que não me fez bem, fiquei meio grogue e até falar era estranho, neste dia não tomei nenhum pois além de cansaço por não dormir eu parecia estar de ressaca e enjoada.
A viagem de trem é tranquilíssima, a principio não tinha ninguém do meu lado, depois de um certo ponto entrou um homem, sentou a meu lado e eu fui obrigada a dormir imprensada na janela, para não correr o risco de cair por cima dele. Tava frio! A viagem foi longa e apesar de eu ter acordado várias vezes durante o percurso, dormi bastante. Quando estávamos chegando no meu celular estava tocando Perdendo os dentes, do Patu Fu, fiquei em um clima bom, apesar do sono.
Washington é outra das cidades que sempre quis conhecer por causa de alguma série, neste caso Bones. É de babar pelas vinhetas que mostram o capitólio, obelisco, aquele espelho d’agua e o Jeffersonian, que gente... é fake. Nem existe em Washington, na verdade ele fica no Texas. Eu bem queria uma foto na frente dele.
Chegando na capitar fomos ver o Capitólio que é maravilhoso, depois pegamos um ônibus de turismo para realizar um tour pela cidade, conhecer os principais pontos.

Descemos no monumento do Lincoln e é impossível não lembrar de alguns filmes, impossível também não pensar em Forrest Gump olhando o Reflecting Pool e para o Obelisco. A parada nos rendeu fotos lindíssimas, logo após sairmos de lá pegamos outro ônibus e fomos até a Casa Branca onde Obama já nos aguardava, só que não.
A casa na verdade é imponente, mas meio sem graça... sou brasileira e gosto de tocar... lá ficamos a uns 400 metros da casa. Garanti minha foto, mas não foi o ponto alto da parada, o ponto alto foi o esquilo que quase mordeu meu dedo.
Depois de lá voltamos até a estação para almoçar e finalmente comermos comida de verdade, bastante boa por sinal.
Eu estava caindo pelas tabelas e perdi a disputa com o sono dessa vez gente. Todo mundo sabe o quanto amo Museus  e estávamos em uma museu belíssimo e muito interessante  o Museu Aéro espacial, mas eu dormi. Isso mesmo, sentei em uma cadeira e dormi, no ombro da Paula e depois sozinha segurando minha mochilinha. Decepcionante, logo eu, uma amante de museus! Peço perdão, se é que isso pode ser perdoado. Saindo de lá, depois de um soninho de quase uma hora andamos algumas quadras para pegar o ônibus até o Pentágono.
Colocamos o papo em dia, eu e Paula. Chorei minhas pitangas e um certo alguém deve ter ficado com a orelha ardida. Depois voltamos à estação, encontramos o povo e pegamos o trêm para voltar pra cidade mais linda do mundo, eu estava ansiosa para voltar a NY e curtir meu ultimo dia na Big Apple. 

Carol Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário