terça-feira, julho 03, 2012

It's complicated


Não faço ideia do que pensas, do que sentes, do que falas.
Nossa sintonia é tão fina e pura em alguns momentos, mas em outros fico a deriva em um mar de suposições.
Maldita Holanda que nos tirou da copa e me jogou nesse rolo sem fim.
Eu já dei tempo ao tempo e esperei mais um pouquinho, hoje tenho outros objetivos, sou direta e sei exatamente o que quero e como quero.
Maldita combinação de azul com pinguinhos amarelos.
Um dia já foi fogo que ardeu sem se ver. Mentira, ardeu e eu senti como uma dor de morte, dilacerou meu peito, quebrou meu coração em mil pedaços e fez meu fígado odiar whisky.
Maldita indústria naval.
Não é mais amor, não é mais paixão, é outra coisa.
Maldita falta de palavras, para nominar isso.
É uma atração fatal, que faz o corpo inteiro tremer, que aquece até a alma em menos de um segundo, são mãos, boca... perfumes. E desde a primeira vez foi assim. Connection.
Maldita falta de sorte que me fez chegar atrasada.
Já foi admiração, foi um não querer, foi uma luta de sentimentos X valores, foi fuga da realidade, foi querer plantar tomates.
Malditos tomates.
É pura adrenalina, é um desejo sem fim.
Maldição... apareceu a palavra. É desejo. Desejo carnal, verbalizado inúmeras vezes, olhando em seus olhos, falando em seu ouvido, aparecendo em seus sonhos.
Quem quer arruma um meio, quem não quer uma desculpa. E de desculpas eu estou farta, já basta as que eu invento todos os dias para mim mesma ao pensar em você.
Maldita falta de sorte a sua, se deixar esse momento passar...

Carol Pereira

Nenhum comentário:

Postar um comentário