terça-feira, fevereiro 10, 2015

Domingo é dia de parque

3ª Dia 

Como dizem, domingo é dia de parque... e é assim, mesmo nos Estados Unidos. Após um dia turistando em New York nosso destino foi Jackson em New Jersey, no Six Flags Great Adventure.
O Six Flags faz com que as Montanhas-Russas do Beto Carrero World se pareçam – me perdoem a analogia - com os carrinhos de trilhos que o seu Adão tinha em sua antiga serraria. O lugar é gigantesco e lá estão as maiores Montanhas-Russas que vi na vida!  
Depois de um certo salto de parapente tenho certeza que minha vó me deserdaria de vez, se visse as montanhas-russas que fui, então estou correndo riscos por contar tudo aqui, mas vamos lá.
O Six Flags Great Adventure é um dos muitos parques da rede Six Flags espalhados pelos EUA e fica na cidade de Jackson, em New Jersey, no meio do caminho entre a Philadelphia e New York City. Ele é famoso por várias coisas: primeiro por ser o maior da rede Six Flags e além do parque de diversões, ainda tem um parque aquático e um safári anexados a ele. No dia em que estive lá por ser próximo ao Halloween ele estava todo temático, com ums fonte no meio de um cemitério de onde vertia sangue e ao cair da noite com uma fumaça parecida com um nevoeiro e dezenas de zumbis perambulando pelo parque e aterrorizando os visitantes – isso me lembrou muito o “Thriller Nights Michael Jackson” que acontecia no Beto Carrero a alguns anos. O outro motivo e talvez o principal de o parque ser tão famoso é por causa de suas montanhas-russas INSANAS!

A mais famosa delas é a Kingda Ka, a montanha russa mais alta do mundo: 138 metros de altura, equivalente a um prédio de 40 andares, e os carrinhos “andam” a 204 quilômetros por hora! Há alguns meses, ela era também a mais rápida do mundo, mas agora perdeu o posto para um novo “monstro” construído em Abu Dhabi conhecido como Formula Rossa.

A Kingda Ka é tão famosa que até o National Geographic já fez um documentário sobre a sua construção, que parece inacreditável. Sua tecnologia foi construída pela NASA!
Tem também a El Toro, (Olê) que foi considerada e até premiada como a segunda melhor montanha-russa de madeira do mundo e é minha preferida! Eu pensei que ela fosse toda sossegada, porém ela chacoalha MUITO e é bem alta também. Rola bastante adrenalina e por causa dos chacoalhões, o medo ainda aumenta. Além de tudo isso a parte do parque onde ela se situa é linda, com um lago, um moinho d’agua, muito lindo mesmo.
As filas são imensas, por isso recomendo que comprem o full pass, que permite que a gente “fure” a fila e economize tempo.

Chegamos antes do meio dia ao parque e ficamos até as 23, que é a hora que fecha e não conseguimos ir em tudo. Na hora do almoço eu passei por um sufoco sem tamanho, fiquei terminando de almoçar sozinha enquanto eles foram comprar o full pass e acabamos nos desencontrando, na verdade, a fila estava imensa e não era onde eu pensava ser... pra finalizar, fiquei mais de uma hora – quase em prantos – esperando, achando que havia sido abandonada e o pior, sem dinheiro, sem passaporte e sem celular. Foram momentos tensos.
Outra super montanha é a  Superman Ultimate Flight, uma montanha-russa em que você vai deitado, inclusive nos loopings, parecendo com a pose do Superman voando! Achei MUITO BOA e dá uma sensação bem diferente! Quase todas as montanhas-russas do Six Flags são temáticas com super-heróis, achei isso bem legal!
O Batman possui 2 montanhas-russas com seu nome a “Batman The Ride” possui vários loopings e você só fica preso em cima, deixando os pés balançando. E a “The Dark Knight Coaster” que se parece mais um trem-fantasma com viradas bruscas e umas quedinhas.

Fomos também na Nitro e admito, morri de medo. A aposta da Nitro é em um conceito chamado de “Airtime”, ou “Tempo no Ar”. No mundo das atrações radicais, ele se refere aquela sensação de deixar o assento, como se estivéssemos voando. Para conseguir isso, a Nitro deixa de lado qualquer parafuso ou looping e se foca em subida e descidas uma atrás da outra. Nada de barras nos ombros ou por cima da cabeça; somente uma barra em T, sobre as pernas, dando a sensação de que não estamos completamente seguros na atração! EU TIVE MUITO MEDO e sai dizendo que nunca mais iria.
Adorei a Bizarro (antiga Medusa), cheia de efeitos especiais. O percurso dela é incrível, com muitos loopings. No início você fica ouvindo uma conversa do Superman com seu inimigo, o Bizarro, e durante a jornada eles te jogam água e tem umas explosões, em que você sente aquele calor! Ótima!
Além disso fomos conhecer a Skyway que também não deixa nada a desejar, mas depois de ter ido a tantas atrações radicais, não surpreendeu.

O parque é imenso e é preciso mesmo de um mapa para não se perder lá dentro, além das Montanhas-russas, tem todas as atrações que os parques temáticos possuem o que o torna uma boa opção para todas as idades.

O local também conta com uma praça de alimentação bastante ampla. Tem até sushi!

Foi lá também que comi a maior pipoca da minha vida, um exagero.

Bom, foi um domingo maravilhoso no Six Flags e após um passeio de bondinho para contemplar todo o parque voltamos para Manhattan, alias, para o Broklyn. Preciso comentar também que quando saimos do Broklyn para o Six Flags eu vi a maior concentração de judeu ortodoxo do planeta, era muito engraçado, parecia que eu tava no meio de um filme. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário