quarta-feira, julho 17, 2013

O poder das redes sociais


O papel das redes sociais na sociedade atual está cada vez mais em evidencia, ainda mais diante dos recentes protestos que ocorreram em todo o Brasil e tiveram as redes sociais como ponto de encontro e organização das manifestações.
Sempre recebi com um certo ceticismo os relatos de que as redes sociais haviam permitido as grandes manifestações populares no exterior – como as manifestações realizadas no Egito no ano de 2011 que tinha como principal objetivo por fim no regime do ditador Hosni Mubarak.  Apesar disso, sempre imaginei que elas tinham sido um fator importante nestas mobilizações. Agora o Brasil se inflama e pude constatar que essas redes têm muito mais importância do eu imaginava, aparecendo como canal de comunicação entre centenas de milhares de brasileiros que saem às ruas e de milhões que acompanham estes movimentos.
Rede social é uma estrutura social composta por pessoas ou organizações, conectadas por um ou vários tipos de relações, que partilham valores e objetivos comuns. Uma das características fundamentais na definição das redes é a sua abertura e porosidade, possibilitando relacionamentos horizontais e não hierárquicos entre os participantes.
As redes sociais online podem operar em diferentes níveis, como, por exemplo, redes de relacionamentos (Facebook, Orkut, MySpace, Twitter,Badoo), redes profissionais (LinkedIn), redes comunitárias (redes sociais em bairros ou cidades), redes políticas, dentre outras, e permitem analisar a forma como as organizações desenvolvem a sua atividade, como os indivíduos alcançam os seus objetivos ou medir o capital social – o valor que os indivíduos obtêm da rede social.
A dita nova geração de internautas cresceu acompanhando a evolução e a revolução que as redes sociais trouxeram a sociedade. As mudanças vão além do rompimento de fronteiras territoriais. Na antiga rede social mais popular do país, o Orkut, muitos dos jovens que hoje integram a sociedade aprenderam a argumentar e a escrever, em fóruns e debates nas antigas comunidades. Sim, aprende-se a escrever o fazendo e também exercitando a pratica de leitura, e se fazia muito uso desses dois recursos diante da forma de comunicação utilizada na rede.
Outra ferramenta que ajudou a moldar os jovens foram os blogs. Com eles os internautas aprenderam a dar sua opinião sobre diversos temas, se expressarem e a pesquisarem sobre temas de interesse próprio. O ganho que as redes sociais trouxeram aos internautas foram imensos.
Um ponto em comum dentre os diversos tipos de rede social é o compartilhamento de informações, conhecimentos, interesses e esforços em busca de objetivos comuns. A intensificação da formação das redes sociais, nesse sentido, reflete um processo de fortalecimento da Sociedade Civil, em um contexto de maior participação democrática e mobilização social.

Ainda sem saber direito aonde é que essa manifestação vai terminar, consigo prever que o povo brasileiro possa também usar dessa consciência para outros fins. Na ciência especificamente, as redes sociais tem sido usadas como “crowdfunding”, para gerar suporte financeiro a determinado projeto ou mesmo para engajar o público na geração de dados científicos. Projetos populares incluem o uso de uma pequena parcela da memória de computadores pessoais na busca de vida extraterrestre pela NASA e jogos online cujos participantes auxiliam na modelagem tridimensional de proteínas de interesse humano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário