domingo, fevereiro 24, 2013

Vencedor do Oscar?


Bom cumpri minha meta, que era assistir todos os filmes indicados ao Oscar de melhor filme.
Vamos lá?

Iniciei com o filme Argo:
Filme bom, história intrigante, o que chama mais a atenção é ela ser verdadeira. Uma história louca, que tinha tudo pra dar errado, mas deu certo, algo tão maluco, com um propósito tão sério, enfim, créditos ao agente da CIA que bolou todo esse plano mirabolante. Fiquei com muita raiva do Irã e fui dormir com esse ódio no coração.

Zero Dark Thirty
Brutalidade. Não é por menos que o congresso dos Estados Unidos ficou um pouco “contra” o filme, afinal eles negam que tenham cometido tortura. Enfim, é um filme denso e intenso, chama à atenção a seriedade da Maya, e também a paciência por ter esperado tanto tempo até concluir sua missão. Acho que o filme em si não tem nada de anormal, além de ser um filme bem feito e tocar na grande ferida americana, os ataques de 11 de setembro.

Les Miserables
Quem merecia ganhar um Oscar era eu, por ter conseguido ver esse filme até o fim. Acho que ele deve ser melhor na Broadway. Cansativo, longo, nossa foi um martírio. A história é boa, mas nem o meu Wolverine conseguiu fazer eu ficar entusiasmada com o filme. Chorei, pois é emocionante, mas por ser um musical abusou, e não é um preconceito, haja vista minha paixão pelo Mamma Mia. Mas a produção é  realmente maravilhosa.

Lincoln
Podem rir de mim, mas pensei que fosse aquele filme que ele era um caçador de vampiro, mas ele foi de Vampire Hunter á princesa Isabel em poucos minutos. Outro filme bonito e bem feito, mas eu acho que também tem todo seu lado histórico e todos sabemos que americano é patriota né? Então não sei se merece todo o prestigio que vem tendo. Mas gostei muito, pois sou apaixonada por história e o filme é uma boa aula sobre uma parte da história americana (mesmo que não seja tão correta, não é mesmo?) que eu não tinha conhecimento.

Django Unchained
Maravilhoso. Eu deveria ter visto esse antes do Lincoln, pois ele trata exatamente de uma época anterior a época da Lei áurea versão gringa. Gostei de tudo, da história, da trilha sonora, da produção e da direção sempre surpreendente de Tarantino.
Ver Django matando dezenas de homens ao som de um Hip hop? Só o Tarantino.

Beasts of the Southern Wild
Uma fofura a Hushpuppy. Vontade de pegar ela no colo. Pobre anjo. Aliás, quase morri de chorar quando o pai dela morreu.
Retrata bem algumas áreas do Sul dos Estados Unidos que não estamos acostumados a ver na mídia, é bom a gente conhecer. Gostei muito desse filme, é emocionante.

Amour
Não deveria ter visto, todo mundo sabe que eu não posso ver idosos morrendo, sofrendo ou chorando. Chorei mais da metade do filme, e no final ELE MATA ELA? Desculpem, mas não pude controlar o Spoiler. Muito triste, quase entrei em depressão. Filme maravilhoso, uma lição de amor, mas entra na lista de filmes que nunca mais assistirei, porque me deixam muito triste.

Life of Pi
Forte concorrente ao Oscar, em minha opinião. Não me admira afinal veio de um livro plagiado de um brasileiro. Sim, eu acredito no plagio afinal ele pegou a ideia principal. Plagiado ou não o filme é maravilhoso, faz a gente ficar ligado o tempo todo, prestando a atenção e sendo surpreendido a cada cena.

Silver Linings Playbook
Eu deveria ter ido ver o filme do Pelé.
 
Então depois de assistir todos, fico meio divida entre Django, Life of Pi ou Argo. Estou inclinada a pensar que dará Argo. 





Carol Pereira



Um comentário: